Boletim Mineiro de História

Boletim atualizado todas as quartas-feiras, objetiva trazer temas para discussão, informar sobre concursos, publicações de livros e revistas. Aceita-se contribuições, desde que versem sobre temas históricos. É um espaço plural, aberto a todas as opiniões desde que não contenham discriminações, racismo ou incitamentos ilegais. Os artigos assinados são de responsabilidade única de seus autores e não refletem o pensamento do autor do Boletim.

27.9.06

Número 058




EDITORIAL



Bem, amigos e amigas... depois de uma semana descansando, volto hoje a compor este Boletim, já quase às vésperas das eleições.

Os leitores atentos devem estar se lembrando que, há mais tempo, eu dizia estar preocupado com a campanha eleitoral, eu a imaginava como a mais sórdida de todos os tempos. E não deu outra. O que estamos assistindo nos últimos dias, fruto do desespero tucano que não consegue fazer seu vegetal candidato subir no poleiro e lá ficar.... é impressionante... acho que Carlos Lacerda e sua UDN devem estar dando pulos de alegria em suas covas... fizeram escola, pelo visto.

E o que a grande imprensa tem feito...que vergonha! A tal história do dossiê, que me parece uma coisa tão “plantada”, foi transformada completamente... Se o dossiê existe, quem pode dizer o que consta dele? Por que ninguém fala sobre isso, fala apenas dos imbecis petistas que tentaram comprar algo que já estava oferecido à revista Istoé? E que petistas são esses? Com tais “amigos”, o Lula realmente não precisa de inimigos... Eles se superaram em termos de idiotice e esculhambaram um resultado positivo que já poderia ser resolvido no primeiro turno. Por que o PT ainda não expulsou esses bobocas/babacas?

Mas, com certeza, as últimas tucanadas me fizeram tomar a minha decisão: indeciso entre votar nulo ou não, agora resolvi de vez: vou votar em Lula domingo.

Votar nulo seria dar um crédito a esses malfeitores. Isso não farei. Fico com o torneiro mecânico, nordestino, que tem sido alvo de preconceitos como nunca uma autoridade o foi neste país.

Não fico com Heloisa Helena, pelo que ela tem de histérica e de conchavos com PFL e PSDB. Sem contar que não consigo me esquecer do seu caráter de TORTURADORA... sim...não sei se se recordam, mas quando a mulher do Marcos Valério foi depor na CPI, quem puxou a fila dos torturadores foi a Heloisa, falando mansinho e enfiando uma agulha não no coração, mas na alma da infeliz que já estava ali há mais de 10 horas. Não se lembram? Eu recordo: Heloisa Helena pegou o microfone e começou a espetar a Dona Renilda falando de seu filho recentemente falecido. Ora, meus amigos e amigas... se isso não é tortura, eu tenho de mudar meu nome. AH..mas a Renilda era uma pilantra... Tudo bem, mas não é a mesma torturadora que prega a necessidade de tratamento digno aos presos? Não é ela que defende que criminosos, pedófilos, estupradores e presos políticos não podem ser torturados? E como é que ela age dessa forma? Para mim, Heloisa Helena é uma das piores coisas que já apareceram na política brasileira.

Cristóvão Buarque talvez seja a melhor opção.
Mas mesmo assim fico com o Lula. Podem dizer que é quixotesco, mas eu sempre torci pelos índios nos filmes de caubói...

Corrupção – de repente parece que nunca no Brasil houve corrupção. Quanta ingenuidade, quanto moralismo barato aparecem perante nossos olhos... nunca imaginaram que a gritaria atual é unicamente porque não são os de sempre que estão mamando nas tetas da República? A única mudança que houve foi esta: quem mamava antes (e a grande imprensa silenciava, porque cúmplice) parou de mamar... e são novos mamadores que estão atuando. Lamento, isso não pode ser o fator de escolha do candidato à presidência...

A quase totalidade dos artigos deste boletim foi retirada de sites e revistas alternativos. Você, leitor, leitora, poderá ler aqui o que as grandes redes de comunicação te escondem o tempo todo. Ainda é tempo de todos pensarem qual o melhor voto a ser dado domingo que vem. Faço um apelo: não deixem de ler todos os artigos. Ali vocês encontrarão coisas que a grande imprensa não diz. Mas são fundamentais para a definição do voto.

FALAM AMIGOS E AMIGAS

1. Cinthia Rocha envia esta colaboração:

MAURO CARRARA

Mobilização popular contra o golpe

A oposição criminosa de Jereissati e ACM, os fanáticos onanistas da extrema direita e os barões da imprensa movem neste momento uma ação explícita de golpe contra a democracia e o Estado de Direito. O ridículo "escândalo do dossiê" contra José Serra e o PSDB está sendo utilizado como pretexto para melar a eleição e criar um clima de desordem institucional, inclusive com a promoção da baderna nas duas casas do Parlamento.

O momento é gravíssimo, marcado por uma agressiva ação coordenada de toda a grande mídia. Quem assistiu hoje ao Jornal Nacional, da Rede Globo, testemunhou um estarrecedor show de deturpações, exageros e de propaganda golpista. O mesmo está ocorrendo ininterruptamente nos canais das mídias digitais. Todo o sistema de comunicação da maior agência do País, a Agência Estado, por exemplo, está sendo utilizado para desestabilizar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O site oficial e os canais particulares de notícia do Grupo Estado estão mobilizados 24 horas por dia nessa missão destrutiva, repetindo o modus operandi dos veículos de informação que prepararam o golpe contra o presidente venezuelano Hugo Chavez.

O fenômeno se repete em outras fontes informativas. A ordem geral, segundo o "consenso de mídia", grupo fortemente influenciado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, é explorar ao máximo tudo que seja desfavorável ao governo. Simultaneamente, trabalha-se pela santificação da oposição, desenhada como vítima das "vilanias" petistas.

Vale nos conscientizarmos todos de quatro pontos fundamentais nesta guerra:

1) A compra pura e simples de informação não se constitui em crime. Pode-se admitir a prática de delito apenas em caso de uso ilegal do conteúdo, e desde que se configure em injúria, calúnia ou difamação contra instituição ou cidadão. O material supostamente oferecido pelos Vedoin comprova, sim, a coexistência pacífica entre José Serra e os sanguessugas. Há duas opções: ou ele era partícipe do esquema ou foi incompetente para detectar os graves desvios cometidos no Ministério da Saúde.

2) Todo o esquema para a compra do dossiê foi abortado pela própria PF, o que mostra que o governo não tem utilizado os aparatos policiais do Estado em benefício próprio.

3) O grande réu neste caso é José Serra e seu partido, o PSDB. Depoimentos do criminoso Comendador Arcanjo e dos donos da Planam atestam a parceria entre o PSDB de Mato Grosso e as máfias locais. A manipulação vergonhosa da imprensa brasileira está desviando o foco do debate. É Serra e seu partido de delinqüentes que devem explicações à sociedade brasileira.

4) O Excelentíssimo Senhor Marco Aurélio de Mello, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, extrapola suas funções ao emitir pareceres pessoais e políticos sobre os casos levados a sua magistratura. É de se espantar a alegre e sinistra reunião que fez com os líderes da oposição, no dia 18, desprezando a isenção que deveria nortear seu trabalho.

Portanto, neste momento, é importantíssimo que escrevamos imediatamente para todas as redações de jornais, revistas, TVs e emissoras de rádio para mostrar que não nos calaremos diante da tentativa de golpe. O mesmo se aplica do TSE, que deve saber de nosso alarme com o desvirtuamento da instituição.

Nesta hora, cada um tem assumir a luta em sua trincheira. Cada um tem que oferecer sua parcela de contribuição. Escrever para todos os amigos e familiares, especialmente para aqueles que não se ligam diretamente na luta política. São eles os principais alvos da campanha do golpe.Esta é uma tarefa para ontem. É começar já!

2. Ana Claudia Vargas envia:

O DESESPERO TUCANO

Laerte Braga

A expressão bem chula “enfia o dedo e rasga” se presta aos tucanos neste momento. O desespero do golpe fracassado. Tentaram tudo. Armaram o esquema para o fim do jogo, acertaram com a mídia, resolveram pendências com juízes simpáticos aos “negócios” (a turma que foi para Comandatuba com os banqueiros, tudo pago) e não conseguiram o espetáculo de exibir o dinheiro do dossiê.

Tucano é impressionante na arte de dissimular. De fazer parecer uma coisa quando a realidade é outra.O DVD em que o corrupto José Serra aparece festejando a compra de ambulâncias da máfia e em troca de gordas propinas para a campanha e tudo o mais, está disponível no site “OLHAR DIRETO”. Com todas as letras, imagens e sorrisos da corrupção tucana.

São 31 minutos da operação de “venda” do dossiê e as imagens de Serra se confraternizando com os deputados sanguessugas pelo “negócio”. O golpe foi armado no melhor estilo tucano e envolveu setores da mídia, como VEJA (hoje praticamente controlada pelo grupo Cisneiros, principal opositor do governo Chávez na Venezuela), além de empresários que formam o comando pró Serra. São os mesmos que receberam gordas compensações no governo podrede FHC. Tucanos contavam e alguns ainda contam que toda essa operação bandida possa forçar um segundo turno nas eleições presidenciais. Vão jogar algumas cartas ainda. Querem a qualquer preço a chave do cofre, embora, na prática, estejam se preparando para a grande batalha do impedimento de Lula, objetivo definido diante da impossibilidade de uma vitória sobre o atual presidente.

Jogar o País numa crise política, provocar tensões, divisões e tentar criar um clima de golpe é o de menos. São peritos nisso. Quando Collor de Mello estava enrolado ainda no início das investigações chamou FHC a palácio,propôs um acordo, FHC aceitou e só não foi para a frente pela reação de Mário Covas (FHC nunca perdoou Covas por isso).

Brasil, brasileiros, são adereços, detalhes insignificantes para gente como FHC, Serra, Alckmin, ACM, Bornhausen, Aécio. O que essa gente quer é a chave do cofre para repartir o botim. Se brigam entre si é outra história. Na hora de contar o dinheiro param, assentam-se, contam e dividem.

O jornalista Jânio de Freitas escreveu em sua coluna que o “principal interessado”, José Serra, não havia se pronunciado sobre o assunto. Sobre processar fulano, beltrano. Estava quieto. Lançava dúvidas sobre o fato, aforma como o tucano estava se comportando, o estranho silêncio sobre o episódio dossiê.

Serra só vai tugir e mugir se não tiver alternativa. O DVD em que aparece se confraternizando com sanguessugas e os empresários da PLANAM, no galpão da empresa, é a prova definitiva que o único golpe veio deles. Deles, os tucanos.

Nunca é demais afirmar e reafirmar que tucanos vendem as respectivas mães na feira se tiverem algum ganho ou na venda existir um por fora.


BRASIL

Minha grande amiga Cristina, que já nos brindara com a análise feita por seu pai, o jornalista José de Castro sobre o “candidato Newton Cardoso” retorna agora falando da alternativa Eliseu Resende, dos deputados e dos presidenciáveis. Vá ao blog dela e confira!

1. Por uma Câmara dos Deputados sem os 40 ladrões
2. Eliseu é melhor que Newtão?
3. Quem são os nossos presidenciáveis?
Leia em www.tamoscomraiva.blogger.com.br

4. Conexão PSDB: A chave é o Abel

Polícia Federal investigará participação de Abel Pereira no caso do dossiê

A Polícia Federal de Cuiabá vai abrir um inquérito para apurar especificamente o envolvimento do empresário no caso do dossiê que pretendia envolver políticos na compra superfaturada de ambulâncias através de emendas parlamentares. Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/caso_abel.htm

5. O jogo sórdido das eleições

Laerte Braga

Todo o esforço das organizações GLOBO, da FOLHA DE SÃO PAULO, com toda a certeza no próximo final de semana de VEJA, outros menos votados, tem sido dirigido para tentar encrencar o governo. Dá para comprar um carro usado de FHC? De José Serra? De Geraldo DASLU Alckmin? De Artur Virgílio? De Corruptasso Jereissati? Ou de seus aliados. ACM? Jorge dinheiro limpo Bornhausen?

Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/jogo_sordido.htm

6. Direita brasileira é golpista

Marco Aurélio Weissheimer

O suposto envolvimento da gestão de José Serra no Ministério da Saúde, durante o governo FHC, com o esquema das sanguessugas rapidamente sofreu uma transmutação: tornou-se uma “investigação sobre o suposto envolvimento de petistas em uma armação contra Serra”. Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/direita_golpista.htm

7. A Venezuela é aqui

Eduardo Guimarães

Pesquisas do Datafolha e Ibope sob suspeita. Leiahttp://www.novae.inf.br/pensadores/pesquisas_sob_suspeitas.htm

8. "Há uma tentativa de golpe, irresponsável e oportunista", diz Tarso Genro

Bernardo Kucinski

O ministro da Articulação Política do Governo Lula, diz que está em curso uma tentativa de golpe, irresponsável e oportunista. "É uma aventura da elite brasileira", denuncia. Tarso Genro também defende a necessidade de refundação do PT e a punição dos envolvidos no caso da tentativa de compra do dossiê.Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/tarso_genro.htm

9. Fernando Henrique de Lacerda: A Senha

Hamilton Pereira

Quando o ex-presidente exortou seus seguidores a “por fogo no palheiro”, numa carta criptográfica, depois didaticamente decifrada para os simples mortais numa entrevista, estava, talvez inadvertidamente, oferecendo a senha para a atual ofensiva do aparato de comunicação contra a candidatura Lula, nessa reveladora disputa para a Presidência da República.Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/a_senha.htm

10. O PT dos vivos e o PT dos mortos

Walter Falceta Jr.

Neste tempo de renhidas disputas, a falta que se sente é do partido menino e valente de outrora, em que a pureza de consciência e a convicção autêntica garantiam a resposta dura ao "opressor", ainda que jamais se abdicasse da ternura.Leia
http://www.novae.inf.br/pensadores/vivo_morto.htm

11. Tapetão da direita

Emir Sader

Desviam, com o auxilio inestimável da mídia, a denuncia de que 70% dos negócios sanguessugas com as ambulâncias foram feitas durante a gestão de Serra no Ministério da Saúde para o tema de como foi obtida a informação. Como a pauta da discussão é dada pela mídia, esse se tornou o tema, Serra ainda passa por vítima. Leiahttp://www.novae.inf.br/pensadores/tapetao_direita.htm

12. Adoradores do “deus-mercado”: Os mentores neoliberais de Alckmin

Altamiro Borges

A turma é da pesada: eles defendem a retomada das privatizações, o chamado “Estado mínimo”, com a demissão de servidores e o “fim da gastança” com programas sociais, a criminalização dos movimentos sociais e o alinhamento automático com os EUA via adoção da Alca. Não é difícil saber o que a direita orquestra. Basta analisar o currículo de alguns dos mentores de Alckmin. Saiba agora quem é quem. Mas tome um sonrisal antes. Leiahttp://www.novae.inf.br/pensadores/adoradores_do_mercado.htm

13. Mauro Santayana
Um assunto paulista

É claro que o escândalo do dossiê tende a prejudicar Lula. Resta saber se o povão, que não morre de amores pelos tucanos, vai votar em Alckmin porque meia dúzia de trapalhões do PT de São Paulo, por idiotice ou por dinheiro, trocaram os pés pela fuça, e acabaram prejudicando Lula e o país. - 21/09/2006

14. Pistas do dinheiro podem esclarecer tanto denúncias contra PT quanto contra Serra
Solução do caso do dossiê e no das denúncias contra Serra trazidas pela revista Istoé pode estar tanto no dinheiro apreendido com os intermediários vinculados ao comitê da campanha de Lula, quanto no dinheiro que os Vedoin disseram ter usado para honrar o combinado com um empresário supostamente ligado ao tucano Barjas Negri.
> LEIA MAIS Política 21/09/2006

15. Impugnar a impugnação
Para jurista, aqueles que pedem impugnação da candidatura Lula têm que apresentar provas sobre o envolvimento direto do presidente. "Não basta haver indícios ou suspeitas sobre pessoas do PT ou próximas do presidente", diz Pedro Estevam Serrano. Mas a oposição insiste nesta idéia: a tese da impugnação hoje pavimenta o caminho da tentativa de impeachment amanhã.
> LEIA MAIS Política 21/09/2006

16. Recordar é viver: a tradição da direita brasileira é golpista

Lula lidera as pesquisas. A eleição está resolvida? Recentes acontecimentos recomendam atenção para um velho hábito da direita brasileira: o golpismo. Ao longo do século XX, o país teve duas experiências de governos com pendores populares. Uma delas acabou com o suicídio do presidente. A outra foi abortada por um golpe militar. A terceira experimenta alguns fenômenos que se repetiram nas duas primeiras. > LEIA MAIS Política 18/09/2006

• Lula recebe mais menções negativas do que os outros candidatos

17. Flávio Aguiar

Uma bomba de fragmentação

Em mais uma de suas cartas domingueiras, meu amigo Saul Leblon pergunta: porque o PT iria comprar um suposto dossiê com denúncias que já estavam feitas, encaminhadas à Polícia Federal e a uma revista de circulação nacional? - 18/09/2006

18. Um Ritual na Igreja do Ódio

Mauro Carrara

Endinheirados e cabos eleitorais remunerados do PSDB/PFL celebram culto a intolerância com pregação de cardeais do neoliberalismo. Confira a cobertura: http://www.novae.inf.br/pensadores/igreja_de_odio_psdb.htm

19. Conexão PSDB Afinal, o que diz o dossiê?

Por Gustavo Barreto

Neste “escândalo do dossiê”, é possível que a opinião pública não veja a pergunta acima respondida. Com certeza, não pela Rede Globo e seu principal jornal. Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/o_que_diz_dossie.htm

20 Frias: da tortura ao golpe midiático

Altamiro Borges

História da Folha de São Paulo comprova o rabo preso do jornal com as forças reacionárias do Brasil e do mundo e seu ódio contra as forças populares..Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/frias_tortura_golpe.htm

21. Não à direita

Emir Sader

Trata-se assim, nesta reta final da campanha, de ganhar os votos suficientes para consolidar a vitória no primeiro turno, para frear o ímpeto terrorista da direita e abrir os espaços para a recomposição da esquerda, que permitam formular um projeto de nação democrática política, social, econômica e culturalmente, fazer com que a esquerda retome, de forma unificada, a iniciativa e coloque com força seu objetivo fundamental – um Brasil posneoliberal. Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/nao_a_direita.htm

22. “Deixemos o pessimismo para dias melhores...”

Hamilton Pereira (Pedro Tierra)

A Revolução Democrática que está em curso no Brasil não pode ser detida pelos arreganhos golpistas da mídia liberal conservadora. Nem pelas trapalhadas desses sinistros habitantes que prosperaram nas sombras da estrutura partidária, tratados até agora com leniência. Leia http://www.novae.inf.br/pensadores/para_dias_melhores.htm

23. As pesquisas Sensus e Ibope e a mídia Galvão Bueno
Por Renato Rovai [26/9/2006] (Lado B – Revista Fórum)

O Instituto Sensus, que faz pesquisas mensais para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), anunciou às 12h de hoje pesquisa em que Lula teria 59% dos votos válidos contra 41% de todos os outros candidatos somados. Uma diferença de 18%. Parece demais? Sim e a realidade pode vir a provar que é. Mas as pesquisas Sensus, por algum motivo, têm apresentado números melhores para Lula do que para os outros candidatos. E a Confederação Nacional dos Transportes, que banca a consulta, não é vinculada ao petismo. Seu presidente é o ainda vice-governador de Aécio Neves, o pefelista Clésio Andrade.

Além da pesquisa Sensus, há outras que indicam que a estapafúrdia operação “dossiê” pode ter operado desgastes nas candidaturas petistas, principalmente para os candidatos ao parlamento. O PT perderá deputados em decorrência dos desgastes dessa operação. Mas eles não são tão demolidores como o desejado pela mídia Galvão Bueno, aquela que veste a camisa e, independente de como está o jogo, convoca a torcida a entrar em campo. E derrotar Lula.

É incrível como a imprensa tem cobrado agilidade da Polícia Federal para apurar a forma como foi realizada essa estapafúrdia operação-dossiê e calou-se quando a “investigativa” revista Veja publicou informações de um suposto dossiê de Daniel Dantas apontando contas no exterior do presidente Lula, do ministro Marcio Thomaz Bastos, de Luiz Gushiken e até do senador pefelista Romeu Tuma. O mouse-jornalista Diogo Mainardi chegou até a entrevistar Daniel Dantas, que acusava a todos. Mas o próprio Dantas depois desmentiu a entrevista. E aquele tal dossiê (que não se sabe se existia, se foi comprado ou inventado) caiu no esquecimento. Até hoje ninguém quer saber por que a Veja o publicou. Não há jornalista indignado berrando por revelações daquele caso.

Não há nenhum exagero em fazer com que os gângsteres-covardes que compraram informação de bandidos declarados para usar no processo eleitoral se expliquem. Mas seria de bom tom ir atrás dessas informações. Nós da Fórum temos uma equipe pequena, mas depois do processo eleitoral (adiantamos) vamos nos dedicar ao tema.

Um caso a apurar

Os resultados do Ibope e Datafolha em geral são próximos na reta final. Por isso causou espécie a última pesquisa Ibope. Quem trabalha em institutos nem sob tortura costuma tratar publicamente da pesquisa alheia, mas o que vem sendo dito nos bastidores a respeito da pesquisa Ibope-Estadão, divulgada no sábado pelo Jornal Nacional e no domingo pelo jornalão paulista, e que coloca o segundo turno a 3 pontos distância, merece apuração. Já houve quem pensasse numa CPI dos institutos de pesquisa, talvez fosse o caso de resgatá-la.

Para quem não sabe, o Ibope trabalha para a candidatura Alckmin. Assim como o Vox Populi para a de Lula. Até aí, morreu Neves. Isso é muito comum. Institutos trabalham para candidatos e para veículos midiáticos. É correto? Talvez não, mas assim tem sido. Eles alegam independência, resta-nos acreditar.

Mas o que se tem comentado é que em combinação com o jornal paulista o instituto da campanha tucana poderia ter “forçado a mão” na amostra escolhida. O jornalista Ricardo Noblat hoje comenta em seu site sobre margem de erro e margem de lucro. Talvez ele saiba mais do que escreveu.

A pesquisa favorável a Geraldo Alckimin poderia até ser desacreditada pelas próximas (como esta do Sensus e talvez pela do Datafolha que virá), mas resolveria um outro problema. Daria fôlego para que os arrecadadores tucanos pudessem passar o chapéu no domingo e na segunda-feira.

E isso não é pouca coisa. Comenta-se que os grandes doadores, ao perceberem que nem o caso-dossiê estava mudando o rumo da sucessão, teriam fechado o cofre. E, como já estava sem dinheiro, a campanha tucana ficaria sem condições de operar qualquer reação nesta última semana.

Esta pesquisa Sensus e outras que virão podem dar indícios da veracidade ou não de algo neste sentido, mas não serão provas cabais de que isso teria acontecido. Em princípio, o Ibope tem o direito de se explicar se continuar a ser desmentido por outros institutos e até por uma nova pesquisa sua a ser divulgada nos próximos dias. Também pode continuar apostando todas as suas fichas em seu levantamento. É justo. Mas no domingo isso virá à prova. A depender dos resultados, a pesquisa em questão poderá se tornar símbolo de uma eleição onde Galvão Bueno deve estar se julgando o mais imparcial dos jornalistas e analistas de plantão.

Atenção para a Bahia

A depender dos próximos dias, por exemplo, as eleições na Bahia podem se tornar um enrosco para o PFL. O candidato petista Jacques Wagner atingiu 31% (atenção, leitores) em pesquisa do Ibope, divulgada na noite de ontem, pela TV controlada pela família Magalhães. O atual governador Paulo Souto, que beirou os 70% dos votos válidos, teria caído para 48% dos votos totais. Ainda ganha no primeiro turno, mas o risco de haver segundo turno por lá não é menor do que no caso da eleição presidencial. Com uma única diferença, a Bahia é bem menor do que o Brasil. Quanto menor o território e mais homogêneo o comportamento do eleitor, maior a possibilidade de viradas de última hora. E, lá, as pesquisas de certos institutos, divulgadas por certa retransmissora, erram mais do que nos outros estados brasileiros. Entenderam?


INTERNACIONAL

Emir Sader

Não alinhados reorganizam Sul do mundo

Qual o sentido de reunirem-se paises como a Índia, a China, o Brasil, o Irã, a Venezuela, a África do Sul, entre tantos outros, em um total de centenas de governos? Estado todos situados no Sul do mundo, são objeto da globalização neoliberal, não a comandam, a sofrem. - 18/09/2006

NUESTRA AMERICA

Pablo Stefanoni

O conflito em torno da relação com as companhias petrolíferas que derrubou o ministro Andrés Solis Rada e os embates na Assembléia Nacional Constituinte revelam que a política boliviana entra numa situação de impasse e de enfrentamento entre a direita e as esquerdas. - 20/09/2006

América do Sul reconhece-se nas tradições oprimidas à procura de identidadeEm meio ao processo pós-moderno, alimentado pela cultura do individualismo, o resgate das tradições e saberes populares tornam-se imprescindíveis para a identificação do ser coletivo. Através das culturas populares, países sul-americanos descobrem suas semelhanças de histórias e tradições oprimidas. - 20/09/2006

LIVROS E REVISTAS

1. Nossa colaboradora Ana Claudia Vargas comparece com texto na revista que será lançada dia 28 em São Paulo. Parabéns, Ana!!!
REVISTA PUÇANGA Nº 2
NO DIA 28 setembro, às 19h, na Livraria da Esquina, será lançado o n° 2 da PUÇANGA, revista literária (de prosa, poesia e proesia) idealizada pelos escritores Nelson de Oliveira, Denis Dias Ferreira, Luiz Tomaz Clete, Valdete Pereira e Ivone Galdino.
A PUÇANGA tem como principal objetivo mostrar o trabalho da novíssima geração de escritores brasileiros, que começa a despontar neste conturbado início de novo século.
Outra proposta da publicação (a partir de seu nº 3) será a de divulgar também a literatura de regiões e de países que ainda, e teimosamente, insistimos em ignorar. São a prosa e a poesia que o Nelson denomina de “literatura excêntrica”, por estarem fora do centro do mercado editorial.
Preço: R$10,00
Lançamento: Livraria da Esquina
Rua Caetés, 489, esquina com a Rua Caiubi, Perdizes –SP/SP


2. A Editora Contexto tem o prazer de apresentar um grande lançamento em sua área de interesse:
A INFÂNCIA - Peter N. Stearns
O livro chega em nosso estoque no dia 29/09 e em seguida poderá ser encontrado nas melhores livrarias do país ou em nossa loja virtual www.editoracontexto.com.br

Criança é simplesmente uma realidade biológica ou uma construção histórica? Um filhinho de pai rico numa sociedade moderna é criança da mesma forma que o filho de um camponês medieval? Faltava uma obra de síntese que enfrentasse questões como essas e buscasse respondê-las de forma clara e direta.Com linguagem acessível, o autor passeia pela história – das sociedades agrárias e clássicas àquelas dos séculos XX e XXI, do Ocidente à Índia e ao Japão, passando pelas sociedades comunistas – e analisa papéis e funções das crianças, diferenças de gênero, práticas disciplinares, estrutura familiar e aspectos da vida emocional. Fala de brinquedos e brincadeiras e enfrenta temas de grande atualidade, como a educação, o trabalho infantil, a globalização cultural e a expansão do consumismo centrado na criança.Leitura estimulante e instrutiva para pais, educadores, estudantes e historiadores.
Preço 35,00 - NºPágs. 216

3. Nas bancas o número 12 da revista de História da Biblioteca Nacional.

Matérias principais: o jogo do bicho – Miragens d´Africa – 1918: um sonho de revolução – Gustavo Capanema à frente do Ministério da Educação – Contrabando de informações sobre o Brasil no século XVIII – Lindolfo Collor, um político entre dois mundos – Escravos e senhores: uma relação delicada – As vidas do velho Chico – Ensino de história por eixos temáticos.

4. Nas bancas a edição especial número 5 de Temas Brasileiros, da revista História Viva. O grande tema deste número é Esquerda no Brasil – uma história nas sombras.


NOTICIAS

1. PALESTRA

"Da Física Clássica a Quântica - A percepção de uma estranha realidade"
com Eduardo Neto Ferreira

No início do século XX nasce a Física Quântica revelando uma visão da realidade completamente diferente daquela mostrada pela Física Clássica. Como se dá a relação entre o ser humano e o seu ambiente para a Física Quântica? Esta questão nos leva a respostas bastante inconcebíveis para o pensamento clássico, provocando debates intermináveis entre estudiosos, ou seja, tal questão ainda não foi respondida. Com esse novo paradigma, a ciência passa a respaldar e respeitar as percepções e intuições vivenciadas por muitas pessoas, que antes se limitavam ao campo do esoterismo. Já estamos convivendo com a Física Quântica há 100 anos e, até hoje ela é estranha até mesmo para muitos físicos. Eles continuam tendo dificuldade para interpretar os fenômenos encontrados nas experiências e reflexões teóricas. Contudo, ao mergulhar no pensamento quântico, sem ressalvas, perguntas guardadas no íntimo do ser humano estão sendo respondidas.

Com essa palestra pretende-se mostrar como a Física Clássica construiu uma teoria para descrever a realidade baseada no materialismo, no determinismo e na causalidade, e como a Física Quântica questiona esses e outros dogmas da mecânica newtoniana, nos levando a uma nova visão da realidade. Será feito um apanhado dos principais passos do pensamento da Física Clássica e, na seqüência, será abordado o nascimento da Física Quântica e seus fundamentos, como os fenômenos encontrados entram em choque com o pensamento clássico e que portas se abrem.

Eduardo Neto Ferreira - Doutor em Astrofísica pela Universidade de Paris VII, França.

Data: 08 de outubro de 2006, domingo.
Horário: 18h
Local: Rua Tomé de Souza nº 970, Savassi, BH/MG.
Entre Rua Pernambuco e Av. Cristóvão Colombo.

Investimento: R$ 30,00 (incluído material impresso com ilustrações).
Desconto nas inscrições antecipadas - R$ 25,00.

Inscrições antecipadas e informações: Mônica (31) 3283-3061 ou monicastral@globo.com

2. Seleção para Mestrado e Doutorado/CPDOC

As inscrições para as provas de seleção para o Doutorado e Mestrado do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) em Historia Política e Bens Culturais estarão abertas ate' 17/11/2006. Mais informações em www.cpdoc.fgv.br

3. Seleção para o Doutorado e Mestrado/UFRN

As inscrições para as provas de seleção para o Doutorado e Mestrado do Programa de pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) serão realizadas no período de 11/10 a 6/11/2006. Mais informações em www.cchla.ufrn.br/pgcs.

4. 30º Encontro Anual da ANPOCS/MG

O 30º encontro anual da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS), ocorrera' entre 24 e 28/10/2006 em Caxambu' - MG. As inscrições antecipadas poderão ser realizadas ate' 10/10/2006 em www.encontroanpocs.org.br/2006/site. Mais informações pelo e-mail: anpocs@anpocs.org.br.

5. Democracia e questão militar: a criação do Ministério da Defesa no Brasil/Tese Luis Alexandre Fuccille (fuccille@unicamp.br) defendeu, em 23/2/2006, tese de doutorado em Ciências Sociais(Uicamp), intitulada "Democracia e questão militar: a criação do Ministério da Defesa no Brasil", orientada por Eliezer Rizzo de Oliveira.

6. Seminário sobre Histórias Regionais de Minas Gerais
Belo Horizonte – 10 e 11 de novembro de 2006

Chamada de trabalhos

O Instituto Cultural Amilcar Martins – ICAM está promovendo uma chamada de trabalhos sobre histórias regionais de Minas Gerais (histórias de cidades, regiões, etc.).
Poderão ser submetidos artigos sobre esse tema cobrindo os séculos XVII, XVIII, XIX e XX, até o fim da Primeira República, em suas diferentes abordagens (história social, econômica, história política, etc.).
A seleção dos trabalhos levará em conta não só a qualidade dos mesmos, mas também a distribuição geográfica das áreas enfocadas, buscando garantir a melhor cobertura possível do território mineiro.

Para os trabalhos selecionados o ICAM oferece passagens de ida e volta e 02 (duas) diárias.
O resultado da seleção dos trabalhos será anunciado até o dia 20 de outubro de 2006 na página do ICAM: www.icam.org.br.

Instrução para submissão de artigos:
Acesse o site do ICAM: www.icam.org.br e preencha a ficha de inscrição.

Data limite para submissão: 10 de outubro de 2006.

Outras informações:
www.icam.org.br
Fone: 3274-6666 / 3274-3869

7. A segunda edição do Corredor literário paulista acontece entre os dias 2 e 8 de outubro.
Oficinas, recitais, debates e feiras de livros devem movimentar a avenida mais importante da cidade, a Avenida Paulista.
A revista CULT e o CER participam do evento oferecendo duas oficinas literárias, cujas produções serão publicadas no site da revista.

- Criação Poética
Com Cláudio Daniel
Dias 4, 6 (qua/sex) - das 19h às 21h
Dia 7 (sáb) - das 15h às 17h

- Narrativas Breves
Com Marcelino Freire, ganhador do prêmio Jabuti
Dia 7 (sáb) - das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h

SARAU LITERÁRIO
As turmas se unem para leitura da produção das duas oficinas
Dia 7 (sáb) - às 18h

Participe: gratuito, 20 vagas
Mais informações e inscrições pelo telefone (11) 3385 3385

8. VII Congresso Brasileiro de Psicopedagogia:

De 12 a 15 de outubro, em São Paulo. O tema central será “Aprendizagem: tramas do conhecimento, do saber e da subjetividade”. O evento se propõe a discutir os desafios da Psicopedagogia do século XXI perante os avanços tecnológicos que permitem acesso imediato ao conhecimento e a demanda de um sujeito que saiba lidar com essa fonte inesgotável de informação.Informações e inscriçõeswww.abpp.com.br ou tel. (11) 3361-3056


SITES INTERESSANTES

1. No site www.historianet.com.br

Brasil República

Crise de 1929 e Revolução de 1930

Já havia uma série de falências e concordatas muito antes da quebra de Wall Street em Outubro de 1929.

2. www.afroasia.ufba.br

Afro-Ásia é, desde 1965, a revista semestral do Centro de Estudos Afro-Orientais da Universidade Federal da Bahia (Salvador - Brasil). Esta publicação dedica-se à divulgação de estudos relativos às populações africanas, asiáticas e seus descendentes no Brasil e alhures. A revista preenche destacado espaço na vida cultural brasileira, pois é um dos poucos periódicos nacionais inteiramente dedicados a temas afro-brasileiros e africanos, em um país e estado (Bahia) conhecido pela pujança de sua cultura e história de origem africana. Os trabalhos publicados na Afro-Ásia têm promovido a reflexão e o debate acadêmico sobre temas como a história da escravidão, relações raciais e os complexos processos de construção identitária, e têm também produzido referências significativas para uma ação sócio-política progressista, orientada para o combate às desigualdades étnico-raciais em nossa sociedade.

3. No ar o numero 7 da revista Honoris Causa. Satisfação grande ver um artigo de um ex-aluno meu, o Lucas. Parabéns!!!

http://www.revistahonoriscausa.org/


4. Revista Pontes
Revista de História
A revista Pontes reinicia as suas atividades, após a efetivação do nosso novo modelo editorial, que prioriza artigos na área de História, e resenhas sobre obras também. Além disso, está também incorporado a partir desta edição o nosso corpo parecerista, e finalmente realizamos o tão esperando contato com as pós graduações, do Brasil todo. Isso vem a aquecer mais ainda o nosso diálogo com a graduação.Convidamos então, todos os interessados em publicar artigos, que se sintam a vontade para enviar seus trabalhos, afim de participar da seleção para a próxima edição. E aos leitores do nosso periódico, agora semestral, a participar desse processo de interlocução acadêmica. NOSSOS ARTIGOS DESTE MÊS (clique aqui)

5. Revista Educação Patrimonial

A Revista Educação Patrimonial (http://www.educacaopatrimonial.com.br) tem como missão divulgar trabalhos e pesquisas científico-culturais desenvolvidas por grupos e/ou instituições brasileiras e portuguesas. Para tanto publica artigos, ensaios, resenhas, notas de pesquisa, reproduz documentos e imagens de valor histórico; edita debates e entrevistas e veicula resumos de monografias, dissertações e teses. Nossas principais áreas de interesse são: Cultura, Patrimônio Cultural, Arquitetura, Educação Patrimonial, Artes, Educação, Estudos Urbanos, Museus e Arquivos, História Nacional, Folclore, Restauração, História Local, Turismo, Patrimônio Ambiental e Memória.

A Revista Educação Patrimonial é uma revista eletrônica, de periodicidade quinzenal, que tem como objetivo disponibilizar, de forma democrática, informações referente à Educação Patrimonial e assuntos correlatos.

Escolhemos o formato eletrônica por causa da possibilidade de alcançar um maior número de leitores, o que não se pode conseguir tendo uma publicação impressa. O formato eletrônico beneficiará diretamente nosso público-alvo, constituído em sua maioria por profissionais e instituições culturais do Brasil e Portugal.
A partir do dia 20 de outubro será possível acessar, gratuitamente, o conteúdo da nossa Revista.

CHAMADA PARA ARTIGOS

Até 7 de outubro estaremos recebendo contribuições para compor a primeira edição da Revista Educação Patrimonial, que será lançada no dia 20 de outubro. Na escolha das colaborações dá-se prioridade (o que não significa exclusividade) às que envolvem estudos e/ou pesquisas desenvolvidas no âmbito de nossas áreas de interesse.

Pede-se aos colaboradores que façam acompanhar seus textos de resumos de cinco a 10 linhas (em português), bem como de um breve registro de sua qualificação profissional. As colaborações deverão respeitar as normas da ABNT e ter, no máximo, 15 páginas. Todas as fotografias enviadas deverão ter, obrigatoriamente, boa resolução (300 dpi ou mais).

Os interessados em divulgar suas publicações (livros e demais obras impressas) deverão enviar um resumo de, no máximo, 10 linhas. Também será necessário o envio de um exemplar das referidas obras para nossa redação, no seguinte endereço: Revista Educação PatrimonialRua Léo Duarte, 18 - Santa RosaNiterói - RJCEP: 24240-705.

Não será aceito nenhum material publicado anteriormente em outro periódico.

Os conceitos emitidos nos textos publicados pela Revista são de exclusiva responsabilidade de seus autores.

Os textos serão submetidos ao nosso Conselho Editorial.

Não serão aceitos artigos encaminhados fora do prazo.Maiores informações: redacao@educacaopatrimonial.com.br

6. Uma criança de 3,3 milhões de anos

Encontrada a primeira ossada de um filhote de Australopithecus afarensis , a mais antiga da espécie
Veja em: http://cienciahoje.uol.com.br//58673/

BOLETIM DA ANPUH - 018/2006

1. EVENTOS

(a) O IIº Encontro Pernambucano dos Estudantes de História – EPEH, se realizará na UFRPE, em Recife, entre os dias 12 e 15/10/2006. O objetivo do encontro é garantir a interação entre as Faculdades de História da capital e as do interior, promovendo o intercâmbio de idéias e conhecimentos entre os estudantes do Estado de Pernambuco. O IIº Encontro Pernambucano dos Estudantes de História tem por temática a “Formação Política e Profissional do Historiador " e foi estruturado baseado num conjunto de atividades que possibilitem ao participante o aprimoramento do conhecimento histórico-político dos últimos anos e das questões que orientam os atuais debates em torno da historiografia brasileira. Ao mesmo tempo, institui-se um espaço para a exposição e o debate de estudos, pesquisas e trabalhos que foram e/ou estão sendo realizados por estudantes, professores e pesquisadores da área do conhecimento histórico. As inscrições poderão ser realizadas pela internet através do endereço http://www.epeh2006.com.br

(b) O Memorial do Imigrante em São Paulo está organizando, entre os dias 17 e 20 de Outubro, o Seminário Migrações: Desafios para o século XXI. Coordenado pelo Prof. Odair da Cruz Paiva (UNESP-Campus de Marília), o evento pretende abordar a diversidade e a complexidade de questões que envolvem a problemática das migrações internacionais na atualidade no Brasil e em outras regiões do planeta; refletir sobre as ações e estratégias de organizações governamentais e não governamentais frente a essa questão; dialogar com a produção acadêmica e com os sujeitos desses deslocamentos como forma de (re)conhecer suas motivações, problemas e estratégias de inserção em São Paulo; reunir pesquisadores e demais pessoas interessadas ou envolvidas diretamente com a questão como forma de propor um diálogo e troca de experiências. A programação e a ficha de inscrição podem ser encontradas no site: www.memorialdoimigrante.sp.gov.br

(c) O Programa de Pós-Graduação em História Econômica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP convida todos os pesquisadores com trabalhos em História Econômica, dos programas de pós-graduação das áreas afins, para participarem do III Congresso de Pós-Graduação em História Econômica que se realizará entre os dias 4 e 8 de dezembro de 2006 no Departamento de História da FFLCH. Serão aceitos trabalhos nas seguintes modalidades: (a) informes de pesquisa; (b)resultados parciais; (c) trabalhos concluídos. As propostas devem ser enviadas entre os dias 4 e 22 de setembro de 2006, mediante o preenchimento do formulário eletrônico ou impresso. No dia 29 de setembro, serão divulgadas as inscrições aceitas. Até o dia 13 de outubro, deverá ser enviada, por email, uma versão do trabalho a ser apresentado, com no máximo 10 páginas. No dia 10 de novembro, a Comissão organizadora divulgará o programa do Congresso e a organização das mesas, com a disposição dos trabalhos de acordo com afinidades temáticas e/ou metodológicas. Inscrição: 04/09/2006 - 22/09/2006; Divulgação das inscrições aceitas: 29/09/2006; Confirmação das inscrições: 13/10/2006; Divulgação do Programa do Congresso: 10/11/2006; Congresso: 04/12/2006 - 08/12/2006. Local: Departamento de História - FFLCH - USP Av. Prof. Lineu Prestes, 338 - Cidade Universitária - CEP 05508-900 - São Paulo. Mais informações pelo tel. (011) 3091-3786 ou pelo email congresso.pghe@gmail.com Formulário On-Line para inscrições: www.fflch.usp.br/dh/posgraduacao/economica/congresso

(d) O Programa de Pós-Graduação em História da UFES e o Núcleo de Estudos das Américas da UERJ promoverão nos meses de outubro e novembro o Fórum de Debates Povos e Culturas das Américas. Integrando as atividades do "Programa/Red Internacional America Latina en dialogo intercultural en el contexto interamericano y europeo" (ALDI), o evento pretende se constituir como um espaço permanente de reflexão sobre a complexidade das questões interculturais diante da nova ordem social e cultural que se instalou nas Américas. O Fórum será realizado em duas etapas. A primeira ocorrerá nos dias 17 e 18 de outubro, nas dependências da UFES, em Vitória. A segunda, entre os dias 7 e 10 de novembro, no Rio de Janeiro, Campus da UERJ. Informações suplementares podem ser obtidas pelo e-mail npih@npd.ufes.br.

(e) 1º Seminário Nacional de História da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, Minas Gerais, de 28 de novembro a 1º de dezembro. O laboratório do historiador: olhares sobre cultura, memória e sociedade. Está no ar o site do Iº Seminário de História da UFV com a programação do evento (palestras e mesas redondas) e os horários dos mini cursos, oficinas e das sessões de comunicação. O recebimento de propostas de mini cursos acontece até o dia 25 de setembro. O envio dos resumos das comunicações é até o dia 16 de outubro. Informações no site http://seminariohistoria.reator2.com.br/ ou pelo e-mail simposiohistoria@ufv.br

2. CONFERÊNCIAS

O Programa de Estudos Medievais e o Programa de Pós-graduação em História Comparada da UFRJ convidam para as seguintes conferências:

(a) "Una aproximación a la transición entre la Antigüedad y la Edad Media en la Península Ibérica (siglos v-x) desde el finisterrae galaico-portugués", a ser proferida no dia 04 de outubro de 2006, às 18h30, pelo Prof. Dr. Jorge López Quiroga (Universidad Autónoma de Madrid), no Salão Nobre do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais - Largo de São Francisco, 1, Centro, Rio de Janeiro;

(b) "Monasterios y cenobios hispanos (siglos IV-X): organización y dependencias de un espacio elitista tardoantiguo y altomedieval", a ser proferida no dia 06 de outubro de 2006, às 18h30, pelo Dr. D. Artemio M. Martínez Tejera (Universidad Autónoma de Madrid), no Salão Nobre do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais - Largo de São Francisco, 1, Centro, Rio de Janeiro. Inscrições e mais informações: http://www.pem.ifcs.ufrj.br/programacao.htm

Palestra "Os Vikings – Novas perspectivas", com o prof. Dr. Johnni Langer (PD-USP/FAPESP). Dia 18/10, quarta-feira, das 16 às 18h. Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo - IHGSP. Rua Benjamin Constant n. 158 - 7o andar - Bela Vista, São Paulo - SP. Informações: Telef. (11) 3242.8064, ihgsp@ihgsp.org.br, www.ihgsp.org.br/home/

3. CURSOS

(a) A Universidade Estadual de Londrina abrirá inscrições para o Programa de Mestrado em História Social, a ser iniciado em março de 2007. As Linhas de Pesquisa do Programa são: (a) Territórios do Político; (b) Culturas, Representações e Religiosidades; (c) História e Ensino; As inscrições para o Processo Seletivo deverão ser realizadas entre 16/10/2006 e 10/11/2006. Informações sobre o Programa e o Processo Seletivo estão disponíveis em http://www.uel.br/cch/his e pelo telefone (43) 3371-4624.

(b) O Programa de Estudos Medievais e o Programa de Pós-graduação em História Comparada da UFRJ convidam para os seguintes cursos: (a) Una aproximación a la transición entre la Antigüedad y la Edad Media en la Península Ibérica (siglos V-VII), ministrado pelo Prof. Dr. Jorge López Quiroga (Universidad Autónoma de Madrid), nos dias 25/09, 29 /09, 02/10 e 06/10/2006; (b) Arquitectura Cristiana en Hispania durante la Antigüedad Tardía y Alta Edad Media (siglos IV-X), ministrado pelo professor Dr. D. Artemio M. Martínez Tejera (Universidad Autónoma de Madrid), nos dias 25/09, 29 /09, 02/10 e 06/10/2006. Inscrições e mais informações: http://www.pem.ifcs.ufrj.br/programacao.htm

(c) Curso sobre a Construção do Pensamento Latino-americano na UERJ, com os professores doutores Roberto Bartholo, Maria Teresa Toríbio Brittes Lemos (coord.) e Dejan Mihailovic, a se realizar no período de 23/10 a 08/11 (30h), de segunda a sexta, das 14h30 às 17h. Informações sobre inscrição e valores: (21) 2587-7707 ou pelo e-mail: cepuerj@uerj.br

4. DEFESA DE DOUTORADO

Foi defendida em 18/9/2006, no IFCH/UNICAMP, a tese de doutoramento em História de Fábio Adriano Hering, intitulada "Helenismo e Imperialismo: a imaginação histórica britânica e a construção moderna da Grécia Antiga". Pedro Paulo Funari é o orientador.

5. CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS

A revista eletrônica Cadernos de História: publicação do corpo discente do departamento de História da UFOP (ISSN 1980-0339) lançou seu Ano I, nº. 2 este mês. Estará recebendo contribuições para o próximo número, que contará com a seção livre e o dossiê Arquivo e memória: fundamentos do conhecimento histórico? até o dia 27 de janeiro de 2007. Para mais informações visite o site www.ichs.ufop.br/cadernosdehistoria ou mande um e-mail para cadernosdehistoria@yahoo.com.br.

6. LANÇAMENTO DE REVISTAS
Foi lançada a edição nº 24 de Klepsidra - Revista Virtual de História www.klepsidra.net ISSN 1677-8944, apresentando os seguintes artigos: “A migração dos trabalhadores gaúchos para a Amazônia Legal (1970-1985)” (Larissa Kashina Rebello da Silva); “O Rio Grande do Sul visto "de fora" - raça e nacionalidade na passagem do século XIX ao século XX” (Éder Silveira); “Adoniran Barbosa - a voz da cidade” (Dulcilei da Conceição Lima); “Dependência brasileira: quarenta anos de restrição ao financiamento da economia nacional” (Alexandre Macchione Saes); “A imprensa e Fernando Collor - a convergência entre o moderno e o arcaico (1987-1988)” (Valter Pereira); “Tempo e cultura clerical na Idade Média Central - um balanço historiográfico” (Leandro Duarte Rust); “Michel de Certeau e a pós-modernidade: ensaio sobre pós-modernidade, História e impacto acadêmico” (de Leila Maria Massarão); Resenha de OPERÉ, Fernando. “Historias de la frontera: el cautiverio en la América hispánica”. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2001, (Gabriel Passetti)

7. LANÇAMENTO DE LIVROS

(a) Lançado o livro "A Classe Operária vai ao parlamento: O Bloco Operário e Camponês do Brasil (1924-1930)", de Dainis Karepovs (São Paulo: Alameda, 2006, 178 p). A Classe Operária vai ao parlamento traz o exame da trajetória, de quase um século, do Bloco Operário. Devido à grande abrangência do tema, a obra se foca nos acontecimentos da cidade do Rio de Janeiro, onde se constituiu a experiência de maior visibilidade. Dainis Karepovs é historiador e doutor em História pela USP, autor de "Luta Subterrânea: o PCB em 1937-1938" (2003), "A História dos Bancários: Lutas e Conquistas, 1923-1993" (1993) e "Na Contracorrente da História" (1987, em parceria com Fulvio Abramo). É pesquisador do Centro de Documentação do Movimento Operário Mario Pedrosa – CEMAP e coordenador da seção paulista do GT “Mundos do Trabalho” da ANPUH. Contatos com a editora: tel: 11 3862-0850 – alameda@alamedaeditorial.com.br

(b) Lançado o livro "Arqueologia de la Indumentaria, Prácticas e identidad en los confines del Mundo Moderno (Antártida, siglo XIX)" (Buenos Aires: Editorial Del Tridente, 2006) de Melisa A. Salerno, com prólogo de Pedro Paulo A Funari, ISBN 9879295447, 150 pp. para contatos coma autora: melisa_salerno@yahoo.com.ar

8. WEBSITES E RECURSOS ON-LINE

(a) O "Grupo de Pesquisa História e Economia Mundial Contemporâneas" da Universidade de São Paulo informa que está no ar, a partir desta data, o web-site de seu "Grupo de Trabalho Estudos de História Contemporânea", no endereço eletrônico: www.gtehc.pro.br, onde é possível acessar os números da revista "Entre Passado e Futuro", artigos de seus membros e publicações virtuais completas (e-books), no formato ".pdf". O site terá atualizações semanais, com inclusão regular de textos inéditos bem como divulgação das atividades do GT.

(b) Está no ar o site do Grupo de Estudos sobre a Ditadura Militar da UFRJ que reúne, sobre o tema, 961 itens bibliográficos (artigos, livros e teses), 40 descrições de acervos documentais, todas as leis de exceção, centenas de transcrições ou fac-símiles de documentos, além de minuciosa cronologia do período 1961/1985 e textos integrais sobre a ditadura militar. O site é mantido pelo Grupo, hospedado pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ e conta com o apoio da FAPERJ e do CNPq. O Grupo tem se empenhado em digitalizar documentos outrora sigilosos, os assim chamados “documentos secretos” da ditadura militar. Serão divulgados, paulatinamente, as imagens digitalizadas de documentos do Serviço Nacional de Informações (SNI), da Divisão de Segurança e Informações do Ministério da Justiça (DSI), da Divisão de Censura de Diversões Públicas (DCDP) e outros órgãos brasileiros, além dos documentos do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre o Brasil naquela época. Nesta “inauguração” do site, o Grupo está divulgando o curioso acervo de cartas enviadas à DCDP, em geral pedindo mais rigor ao órgão censório, bem como os relatórios de atividades e as informações sigilosas da antiga DCDP. São 734 imagens reproduzindo cartas, 230 relatórios e 93 informações sigilosas. A seção de leis de exceção ainda está sendo ultimada, faltando incluir os arquivos “PDF” dos textos integrais. Brevemente será incluída uma ampla bibliografia em língua inglesa, tanto quanto será divulgada a versão em inglês do site. www.gedm.ifcs.ufrj.br gedm@ifcs.ufrj.br

(c) A Revista de História, do Departamento de História da USP - Universidade de São Paulo, informa que se encontra on-line no seguinte endereço eletrônico: www.fflch.usp.br/dh/dhrh . Através do site é possível obter informações sobre os últimos dossiês e acesso aos números da revista publicados desde 1997.

9. OUTROS

(a) O CDPH/UEL promove a Mostra de cinema "Tolerãncia/Intolerância: Cenas da Diversidade. É a seguinte a programação: 03/10 - Noite e neblina (1955): Alain Resnais; 05/10 - Mississipi em chamas (1988): Alan Parker; 16/10 - De amor e de sombras (1994): Betty Kaplan; 19/10 - Hotel Ruanda (2004): Terry George; 31/10 - Osama (2003) : Siddiq Barmak; 07/11 - Um toque de rosa (2004): Ianigbal Rashid; 09/11 - O ódio (1995): Mathieu Kassovitz. A mostra acontece no Anfiteatro Maior do CCH, às 14h. A entrada é franca. Parcerias: LEI - Laboratório de Estudos sobre a Intolerância-USP / Programa Institutos do Milênio - CNPq / Detroit - DVDs, videos e games.

(b) O CDPH/UEL convida para a Exposição de Obras Religiosas, de 22/9 a 13/10. Trata-se de obras religiosas dos séculos XIX a XXI em latim,árabe, italiano, francês e português que integram o acervo do Centro de Documentação e Pesquisa Histórica da UEL. Destacamos a edição bilíngue (Árabe-Português) do Alcorão, doada pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira. Horário: de 8h a 12h e de 13h a 22h
Visite nosso Site : www.anpuh.org


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial